Laboriaux e a nova Associação de Moradores

This post is also available in: Inglês

Ricardo e Nena

No Domingo, dia 15 de dezembro de 2013, teve uma eleição no sub-bairro do Laboriaux, na Rocinha, para restabeleceu a associação de lá, AMAVL (também conhecido como AMAVLVC ). AMAVL significa Associação de Moradores e Amigos da Vila Laboriaux. Quando o VC está incluído (AMAVLVC ) é porque o sub- bairro da Vila Cruzada, que está localizado na base da Rocinha, na fronteira com Alto Gávea, está incluído dentro da região administrativa da associação do Laboriaux. A eleição, o processo começou dois meses atrás, foi amplamente considerada como a mais transparente e democrática na história recente da Rocinha, pelo menos desde o início da década de 1980. Esta foi a primeira eleição em anos em que o clientelismo intenso e intimidação de eleitores não tiveram um papel e foi a primeira eleição local desde o chamado processo de pacificação começou em novembro de 2011.

José Ricardo, o novo presidente, recentemente nos disse que “agora o verdadeiro trabalho vai começar, estamos começando do zero, com zero recursos, mas estamos energizados e pronto para lutar para melhorar a qualidade de vida no Laboriaux e Vila Cruzada, e toda a Rocinha .Tinha apenas duas Chapas para a comunidade de approximadamente 3.700 habitantes, além de outros 2.000, do sub- bairro da Vila Cruzada. Chapa 1 , com José Ricardo e Itamar Pontes, e Chapa 2, com Nena Mendes e Carlos da Silva. A campanha foi amigável e os candidatos das duas Chapas foram e continuam sendo amigos e vizinhos. Havia um medo de que as associações de moradores mais polêmicos na base da Rocinha iriam interferir, e de fato no início do processo eles tentaram, mas com o tempo eles perceberam que Laboriaux não ia ser uma área fácil de dominar, nunca mais, e Chapa 1 venceu facilmente na eleição em que 440 moradores votaram, 300 a 140 votos.